ECONOMIA
Sinimbu tem variação negativa
   
Dados do IPM definitivo para 2021 confirmaram que 15 municípios apresentam variação negativa e 13 positiva.

Por Betina Geller
04/12/2020 14h44

A região do Vale do Rio Pardo e Centro-Serra terá aumento de 3,69%  na participação de arrecadação do ICMS distribuído pelo Estado em 2021. A Secretaria da Fazenda, por meio da Receita Estadual, divulgou os percentuais que caberão a cada um dos 497 municípios do Estado no rateio da arrecadação ao longo de 2021. O Índice de Participação dos Municípios (IPM) definitivo para o ano que vem, aponta como o Estado irá repartir cerca de R$ 7 bilhões entre as prefeituras.


O volume de recursos corresponde a 25% da receita de ICMS prevista para 2021, considerando as deduções estabelecidas pela Constituição Federal, como o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb). Os números constam na portaria 047/20, publicada no Diário Oficial do Estado.


Os dados do IPM (Índice de Participação dos Municípios) definitivo confirmaram que 15 municípios da região apresentam variação negativa e 13 positiva, conforme haviam apontado os índices provisórios divulgados pela Receita Estadual no início de setembro. A maior elevação no percentual de participação em 2021 será de Venâncio Aires, com 10,52%, enquanto a maior queda será de Cerro Branco (-2,69%). Dos 497 municípios, 263 apresentaram crescimento e 234 registraram diminuição em seus índices. 

Sinimbu terá diminuição de 0,63% na participação. Neste ano o índice de participação do município foi de 0,070702%, e o índice de 2021 será de 0,070257. Mesmo o índice sendo negativo, ele teve um pequeno aumento em relação aos índices provisórios divulgados no início de setembro, quando era de 0,069457.
 

   

  

menu
menu